Carta Verde – O seguro obrigatório para viagem de carro pelo Mercosul

 

Quando vamos para Argentina, Paraguai, Uruguai ou demais países do Mercosul, ou quando nossos vizinhos destes países vêm para o Brasil de carro, um seguro se faz obrigatório desde 1994: O Carta Verde.

 

Graças a este seguro, você é reembolsado caso precise pagar por ser civilmente responsável por danos pessoais, danos materiais, despesas médico-hospitalares, invalidez permanente ou morte causados por acidente.

 

A vigência neste seguro é deve ser a mesma do período de permanência no país vizinho. E para maior tranquilidade das famílias, não é uma má ideia contratar para uns 2 dias a mais, para o caso de, em algum imprevisto, precisar ficar mais tempo e continuar coberto.

 

Algumas seguradoras oferecem gratuitamente o Carta Verde como cobertura em suas apólices de Seguro Auto. E independentemente de estar incluso ou não no seguro do veículo, é importante lembrar que pode e deve ser contratado mesmo por quem não tem o seguro do automóvel, já que a ideia do Carta Verde é abranger terceiros.

 

Principalmente no sul do Brasil, não são poucas as famílias que optam por pegar a estrada, tendo como destinos preferidos a Argentina e o Paraguai, na Tríplice Fronteira.

 

Fale com a Sorella e viaje tranquilo: 47 3222 0284 ou sorella@sorellaseguros.com.br.

3 Coisas sobre Seguro Residencial que você provavelmente não imagina

 

Aproveitando a grande base de clientes da corretora, fizemos uma pesquisa entre aqueles tinham seguros de outros ramos (automóvel, vida, saúde, empresarial, etc.,), mas que não tinham o seguro de residência contratado conosco e chegamos a alguns números interessantes:

 

Seguro Residencial para Imóvel de Madeira

Pouco mais de 63% das pessoas não sabiam que é possível contratar seguro para casa de madeira. O que acontece é que no restante do país, realmente as seguradoras acabam não aceitando por entenderem que são casas mais sujeitas a incêndio. Mas, no sul do Brasil, por ser uma questão cultural e por termos casas de madeira muito bem cuidadas, é possível, sim, fazer seguro para imóvel de madeira ou misto.

 

Valor de investimento

Também perguntamos sobre quanto as pessoas imaginam que custa um seguro residencial para um imóvel de R$ 300.000,00 em Blumenau. 38% acham que seria mais caro que o seguro de automóvel. E, na verdade, costuma ficar abaixo de R$ 500,00 por ano. Repare, portanto, que um valor bem mais acessível protege um patrimônio muito maior.

 

Serviços inclusos no Seguro

42,1% dos clientes não sabiam que o seguro residencial pode incluir serviços como chaveiro, eletricista, encanador, vidraceiro, limpeza de calha, limpeza de caixa d’água, conserto de eletrodomésticos, entre outros que podem ser acionados sem custo adicional durante a vigência do seguro.

 

Ou seja, além de proteger o seu lar para as situações em que você viaja e o imóvel fica mais sujeito a furtos ou roubos, e pela proteção já conhecida contra vendavais, incêndios, danos elétricos, etc., o seguro residencial pode até mesmo contribuir para a prevenção de doenças como dengue, por conta de serviços como a limpeza de caixa d’água.

 

Além disso, os demais serviços inclusos, muitos sem custo adicional, acabam contribuindo para você economizar.

 

Solicite cotação: 47 3222 0284 ou sorella@sorellaseguros.com.br

Alerta sobre Seguro Empresarial: Conheça a Cláusula de Rateio

Na tentativa de reduzir custos com seguros, muita gente costuma contratar coberturas com valores mais baixos que o ideal. Um exemplo típico: no seguro auto, coberturas contra terceiros que podem não servir para repor nem o para-choque de determinados modelos de veículos.

E o fato de os brasileiros normalmente contratarem coberturas insuficientes acaba levando a um problema maior no caso dos seguros compreensivos empresariais/patrimoniais. Neste caso, o problema vai além da possibilidade de não receber o suficiente: Pode-se não receber nem mesmo o valor da cobertura contratada, devido à chamada “cláusula de rateio”.

Quando existe a cláusula de rateio, o segurado assume uma proporção da indenização do seguro quando o valor em risco declarado for inferior ao valor em risco apurado no momento do sinistro.

Portanto, com Risco Relativo, em que o bem segurado pode não ter dano total, aplica-se o rateio (diferentemente de quando a contratação é com Risco Absoluto, em que a seguradora assume o total do prejuízo, limitado apenas ao limite da garantia e deduzindo as possíveis franquias).

Como o Risco Relativo é comum no seguro compreensivo (já que o bem segurado pode não ter dano total), convém conferir um exemplo de rateio:

Imaginemos que o segurado tenha informado que a Importância Segurada (IS) é de R$ 100.000,00. Ocorrido o sinistro, o perito (regulador de sinistro) apurou o Valor em Risco (VR) e esse valor era de R$ 200.000,00. E o prejuízo foi igual a R$ 40.000,00.

Como há insuficiência, ou seja, IS < VR será aplicada a cláusula de rateio e o valor da indenização será conforme fórmula abaixo:

Indenização = (IS/VR) × Prejuízos

Ou seja:

Indenização = (100.000,00 / 200.000,00) x 40.000,00
Indenização = R$ 20.000,00

Neste exemplo, reparamos que, mesmo com cobertura acima do valor do prejuízo, ainda acaba-se por não receber o suficiente para repor este prejuízo.

Nos casos em que há franquia e rateio, simultaneamente, primeiro aplica-se a franquia e, depois, as regras do rateio.

Assim, no momento da contratação e da renovação do seguro empresarial, deve-se atualizar o valor da cobertura, tanto pelo CUB (Custo Unitário Básico de construção) quanto por possíveis investimentos na estrutura. Assim você garante que não vai precisar arcar com parte do prejuízo mesmo tendo seguro.

A conta acima, envolvendo cláusula de rateio, não acontece no seguro residencial. No residencial recebe-se o valor contratado (limitado ao CUB). Mas claro que, mesmo não havendo rateio, você deve também conferir se o valor declarado é o suficiente para repor possíveis prejuízos. Ex.: Seu imóvel vale R$ 300 mil e, num incêndio, você perdeu tudo. E você contratou seguro para garantir R$ 200 mil. Neste caso, você recebe os R$ 200 mil sem rateio, mas acaba não sendo o total da sua perda.

Achou complicado? A Sorella está aqui para lhe ajudar com a parte “chata” da análise, para que você possa focar nos seus negócios enquanto garantimos sua tranquilidade.

Fale conosco: 47 3222 0284 ou sorella@sorellaseguros.com.br.

5 Procedimentos para reduzir fraudes e preços de seguros

Mesmo quando não há uma fraude, existem fatores que já acabam levando a um aumento no preço dos seguros. Por exemplo: se ocorre de mais veículos serem furtados e poucos deles serem recuperados, naturalmente o valor de investimento em seguro tende a aumentar (ao mesmo tempo em que o próprio seguro se mostra mais necessário).

A fraude acaba por também impactar nos preços dos seguros, pois aumentam a ocorrência de sinistros.

Aqui estão 5 medidas que você pode e deve tomar para reduzir fraudes:

1 – Não agrave os danos para provocar perda total;

2 – Utilize informações legítimas para contratar o seguro. Exemplo: no seguro auto, informe a idade correta do condutor, endereço real do pernoite do veículo, etc.;

3 – Acione a seguradora para danos causados a terceiros somente se você foi realmente o culpado pelo acidente;

4 – Não empreste a carteira do seguro saúde;

5 – Ao contratar seguro saúde ou seguro de vida, não esconda a pré-existência de doenças.

 

Com estas atitudes, você garante que vai realmente receber indenizações devidas (já que é um direito da seguradora não indenizar em caso de fraude), além de ajudar a reduzir os custos com seguros.

Um corretor realmente capacitado e de confiança pode ajudar na contratação consultiva e correta.

Fale com a Sorella:
47 3222 0284
sorella@sorellaseguros.com.br

Vídeo: Seguro de Frota – Economia de tempo e dinheiro

Para aproveitar as dicas sobre Seguro de Frota, você pode ver o vídeo clicando aqui, ou, também, pode ler abaixo:

Muitas vezes a empresa tem alguns caminhões, carros, e tem um seguro para cada veículo. Dependendo da quantidade de veículos, acaba-se perdendo muito tempo fazendo várias cotações ao longo do ano, além de se pagar mais caro pelos seguros, e sem contar que pode-se ter dificuldade com a aceitação de alguns modelos.

Como lembrado por Eduardo Lara e Jennifer de Mello, da equipe Sorella, pode-se, justamente, transformar as apólices em separado em uma apólice de frota.

O Seguro de Frota apresenta estas vantagens:

  • O seguro fica mais barato por conseguirmos mais desconto pelo volume;
  • A empresa passa a fazer uma única cotação, em vez de uma para cada carro. Gerando ganho de tempo e, consequentemente, de dinheiro;
  • aceitação maior de veículos que não teriam seguro se não fosse na frota;
  • Podemos incluir também veículos de sócios que estejam no contrato social, e também de seus cônjuges.

 

Quer tirar dúvidas ou solicitar cotação? Entre em contato:

47 3222 0284
sorella@sorellaseguros.com.br

Sorella na TV: O que o seguro cobre nas catástrofes naturais e como proceder?

A preocupação em orientar a população sobre como se proteger e agir quando acontecem estragos causados pela chuva e pelos ventos motivaram as entrevistas a seguir com as especialistas em seguros e Diretoras da Sorella, Liliana Valle e Lourdes Valle.

Clique nos links a seguir para ver os vídeos:

Lourdes Valle na RBS TV Rede Globo

 

Liliana Valle – Jornal do Almoço – RBS TV – Rede Globo

 

Lourdes Valle em entrevista na Record

 

Lourdes Valle – Jornal do Meio-Dia – RIC Record

 

 

Como comentado nos vídeos acima, a sua tranquilidade começa com a contratação correta dos seguros, com a ajuda de um corretor que faça um atendimento consultivo, como fazemos aqui na Sorella.

Para proteção do seu patrimônio, seja empresa, residência ou automóvel, bem como para cotação de qualquer ramo de seguro, fale conosco:

47 3222 0284 ou sorella@sorellaseguros.com.br.

10 Seguros que você precisa ter mesmo que seja para não usar – Entrevista com a Sorella

A Revista Seguro Total, 1º lugar do Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros, fez esta matéria como resultado da entrevista com nossa Diretora, Liliana Valle. Confira as dicas:

“O seguro morreu de velho”. Sabe o que isso quer dizer? Que uma pessoa despreocupadamente se coloca diante de um risco, às vezes iminente, sem mudar hábitos ou tomar alguma atitude. Se você não se enquadra nesse perfil e gosta de se precaver por adversidades que podem ser previsíveis, essas dicas da Liliana Valle, especialista em seguros da Sorella Consultoria e Corretora de Seguros, são para você. “Vale ressaltar que existem diversas apólices para cada um dos itens abaixo e o mais importante é na hora de conversar com o corretor explicar bem o que se espera e imaginar o cenário em que esse seguro será necessário”, destaca Liliana.

1 – Residência: as coberturas que garantem proteção para a sua moradia são as mais variadas, mas que tal começar por um seguro contra incêndio, vendaval, roubo e danos elétricos?

2 – Vida: nem só na hora da morte esse seguro beneficia a família ou o contratante. O próprio segurado também terá cobertura no caso de uma invalidez permanente por acidente ou doença.

3 – Automóvel: segurança na estrada e fora dela. Roubo, furto e até danos a terceiros, tanto no veículo quanto em pessoas, com cobertura para despesas médicas. Esse seguro merece uma atenção especial e a dica é analisar bem as coberturas adicionais.

4 – Viagem: é possível, através do seguro viagem, ter proteção em diversos casos e situações inesperadas quando se viaja, como assistência médica internacional, auxílio medicamento, regresso sanitário, translado médico e/ou de corpo, reembolso para extravio de bagagens, remarcação de passagem para regresso do segurado e acompanhante, entre outros.

5 – Empresarial: seu negócio não pode parar por qualquer motivo, certo?! Diversas coberturas garantem proteção para empresas, começando por incêndio, raio, explosão, vendaval, até as despesas fixas.

6 – Condomínio: a lei obriga a contratação desse seguro e é importante ficar atento se o seu condomínio está seguindo a legislação. Estão cobertos os danos que possam atingir a estrutura do prédio, tanto nas áreas e instalações comuns como nas privativas.

7 – Perda de renda: garantia da sua remuneração em caso de acidente ou doença. Este seguro é ótimo para autônomos, profissionais liberais ou até mesmo para assalariados que queiram complementar o que receberiam do INSS. Trata-se da reposição da sua renda em caso de afastamento do trabalho por incapacidade temporária coberta.

8 – Responsabilidade Civil: reparação de danos ou prejuízos causados a pessoas ou bens. Além de ser uma cobertura presente em outros seguros, também pode ser um seguro separado, como no caso da Responsabilidade Civil Profissional, que ampara médicos, advogados, contadores e outros profissionais em caso de erros que prejudiquem terceiros.

9 – Risco de Engenharia: a proteção ideal para sua construção, ampliação ou reforma. O seguro dá total cobertura havendo riscos inerentes à construção, inclusive incêndio, erro de execução, sabotagens, roubo e furto qualificado, danos causados por vendaval, queda de granizo, entre outros riscos, inclusive responsabilidade civil.

10 – Seguro Saúde: para empresas que se preocupam com a tranquilidade e o bem-estar dos seus colaboradores. Semelhante aos planos de saúde com atendimento através de convênios, mas podendo realizar as consultas, exames e tratamentos onde o segurado desejar, já que há a opção de solicitar reembolso para a seguradora.

Para cotações destes ou de qualquer outro ramo de seguro, fale conosco:
47 3222 0284 ou sorella@sorellaseguros.com.br.